Tanques russos permanecem em Gori, acusa Geórgia

TBILISI - Cinqüenta tanques e veículos blindados russos permanecem na cidade georgiana de Gori, a mais próxima da Ossétia do Sul, afirmou nesta quarta-feira o secretário do Conselho Nacional de Segurança da Geórgia, Alexander Lomaya.

Redação com agências internacionais |

Porém, em Moscou, o Estado-Maior das "forças de paz" russas, citado pela agência Interfax, afirmou que nenhuma unidade russa está em Gori.

Segundo a Geórgia, os blindados russos estão destruindo as instalações militares da Brigada de Artilharia do Exército na cidade de Gori. Essas instalações tinham sido abandonadas pelas forças georgianas após a contra-ofensiva das tropas russas.


Georgiana exibe estragos em apartamento de Gori / Getty Images

Acordo de paz

Os ministros de Exteriores dos 27 países-membros da União Européia realizam nesta quarta-feira um encontro extraordinário no qual aprovarão a trégua entre Rússia e Geórgia , acertada com a mediação da presidência francesa do bloco, e avaliarão as necessidades de ajuda humanitária para atender às vítimas do conflito.

Rússia e Geórgia aceitaram na terça-feira o plano apresentado pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, em nome da União Européia (UE) e que prevê o retorno das tropas russas e georgianas a suas posições anteriores ao conflito.

Sarkozy, que mediou as negociações na qualidade de presidente rotativo da UE, conseguiu o consentimento de ambos os países com o plano, após visitas a Moscou e Tbilisi, nas quais se reuniu com os presidentes russo, Dmitri Medvedev, e georgiano, Mikhail Saakashvili.

Leia também:

Opinião:

Leia mais sobre: Geórgia Rússia

Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG