Cabul, 15 fev (EFE).- O comando militar americano no Afeganistão afirmou hoje que suas tropas mataram vários supostos talibãs que tinham colocado uma bomba que acabou com a vida de um contratado afegão no centro do país.

Segundo um comunicado da coalizão liderada pelos EUA, um grupo de insurgentes colocou uma bomba na passagem de um comboio, no qual viajavam forças americanas e afegãs, e causou a morte do contratado.

Os talibãs atacaram então as tropas com armas leves e automáticas, e os soldados também abriram fogo.

"Vários" insurgentes morreram nos combates com as tropas, que contaram com "apoio aéreo", mas o comando americano não ofereceu um número exato de mortos.

Os confrontos ocorreram no distrito de Shaheed Hasas, situado na província de Uruzgan, segundo a nota.

As forças estrangeiras e afegãs se dirigiam a um povoado para assistir a uma "shura" (conselho local), quando foram atacadas, mas não foram registradas mais vítimas civis nem entre os soldados.

"Oferecemos nossas mais sinceras condolências à família do contratado", disse, na nota, o porta-voz do Ministério da Defesa afegão, Zahir Azimi.

"As forças de segurança afegãs continuarão sua missão de eliminar os insurgentes e melhorar a segurança do Afeganistão", afirmou. EFE lo-amp/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.