Talibãs libertam 25 policiais e soldados no Paquistão

Islamabad, 15 set (EFE).- O movimento que reúne grupos talibãs paquistaneses anunciou hoje a libertação de 25 dos 38 membros das forças de segurança que foram seqüestrados há quase dois meses no vale do Swat (norte).

EFE |

O porta-voz talibã Muslim Khan, citado pela agência estatal "APP", afirmou que um conselho dos insurgentes decidiu libertar 25 soldados e policiais, mas especificou que outros 13 continuam reféns em Swat, vale que fica na conflituosa Província da Fronteira do Noroeste.

Os fundamentalistas atacaram no dia 28 de julho um posto policial em Swat e capturaram membros da Polícia e do Exército.

Por causa do seqüestro, o Exército lançou uma operação contra a insurgência que tirou a vida de até agora mais de 400 fundamentalistas e cerca de 50 soldados, além de dezenas de civis, informam fontes militares.

Além disso, um grupo de fundamentalistas atacou hoje um posto de controle na região de Sarpasani, em Swat, mas a ação foi repelida pelas forças de segurança e os fundamentalistas acabaram fugindo, diz a "APP".

O toque de recolher foi imposto em todo o vale.

Além de Swat, o Exército realiza uma operação na região tribal de Bajaur, fronteiriça com o Afeganistão, onde desde o início deste mês morreram cerca de 200 insurgentes e 7 membros das forças de segurança. EFE igb/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG