Talibãs executam três pessoas em cinturão tribal paquistanês

Islamabad, 19 abr (EFE).- Um grupo de talibãs paquistaneses assassinou hoje publicamente e a tiros três pessoas no conflituoso cinturão tribal paquistanês, na fronteira com o Afeganistão, segundo uma fonte oficial.

EFE |

As execuções, que ocorreram na localidade de Makeen Ada, pertencente à região tribal do Waziristão do Sul, foram como vingança pelo assassinato de um adolescente, segundo a fonte, citada pela agência estatal "APP".

Entre os mortos, estava uma pessoa de nacionalidade afegã, que teria sido o autor do homicídio do jovem, após ter roubado US$ 1.000 da vítima.

Os talibãs capturaram os suspeitos e, após submetê-los a um interrogatório, decidiram executá-los em público.

O Governo paquistanês tem pouco controle sobre as áreas tribais na fronteira com o Afeganistão, onde freqüentemente as "jirgas" (assembléias tribais) são o órgão decisório mais importante.

A inteligência americana suspeita que líderes da rede terrorista Al Qaeda e da insurgência talibã estejam escondidos nessa região.

O novo Governo paquistanês formado após as eleições de 18 de fevereiro fixou como uma de suas prioridades melhorar a situação econômica do cinturão tribal paquistanês, a fim de lutar contra o extremismo e o terrorismo. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG