Talibãs estão estabelecidos em 72% do Afeganistão (estudo)

Os talibãs contam atualmente com presença permanente em 72% do Afeganistão, contra 54% em 2007, e ameaçam três das quatro principais vias de acesso a Cabul, alerta o estudo de um centro de debate europeu divulgado nesta segunda-feira.

AFP |

O ministério afegão das Relações Exteriores rejeitou de imediato em um comunicado as conclusões do relatório, afirmando que as áreas em situação difícil se resumem a "um pequeno número de distritos no sul e no leste do país".

"Após sete anos de perdas, os talibãs agora estão implantados em uma parte crescente do território afegão. Segundo nosso estudo, realizado em 2008, os talibãs estão presentes de maneira permanente em 72% do país", afirma o texto do Conselho Internacional sobre Segurança e Desenvolvimento (ICOS).

"Este dado representa um aumento em relação aos 54% registrados em novembro de 2004 em nosso estudo anterior. Além disso, os talibãs constituem de fato o poder estabelecido em um bom número de cidades e povoados do sul", continua o ICOS.

O critério de "presença permanente" é definido por pelo menos um ataque por semana no local em questão, segundo o instituto.

"Confiantes em sua expansão para além do sul rural, os talibãs estão às portas da capital e se infiltram na cidade. Dos quatro acessos que levam a Cabul, três estão comprometidos pela atividade dos talibãs" e não são seguros, afirma o estudo.

"Bloqueando as vias de acesso, os talibãs asfixiam a capital", acrescenta, alertando que a milícia fundamentalista está recuperando a confiança da população, que não viu sua qualidade de vida melhorar muito desde que os talibãs foram derrotados, em 2001.

thm/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG