Talibãs desmentem negociações com chefe da ONU no Afeganistão

Cabul, 30 jan (EFE).- Os talibãs desmentiram hoje que estejam mantendo negociações com o chefe da missão da ONU no Afeganistão (Unama), Kai Eide, e afirmaram que as informações divulgadas pela imprensa internacional são conspirações.

EFE |

"O Conselho dirigente considera que são rumores fúteis e sem fundamentos, uma maquinação contra a jihad (guerra santa) e os homens que lutam contra os invasores", indicou hoje em comunicado o comando talibã.

Diversos veículos de imprensa internacionais afirmaram nesta quinta-feira que Eide tinha se reunido no começo do ano em Dubai com representantes talibãs, embora um porta-voz da ONU tenha negado na sexta-feira que a organização tenha organizado um "diálogo de paz unilateral".

Até o momento, a organização internacional estipulou que o Governo afegão deve decidir se deve haver ou não uma negociação com os insurgentes.

O diálogo com os talibãs moderados, que aceitem abandonar as armas, é um dos objetivos do presidente afegão, Hamid Karzai, que apresentou nesta quinta-feira na Conferência de Londres um projeto para a criação de um Conselho de reconciliação nacional.

A cúpula de Londres reuniu representantes de aproximadamente sessenta países para estudar a maneira de encontrar uma solução para o conflito afegão, definir as bases para conseguir a paz e devolver o controle da segurança às forças do próprio país.

Em seu comunicado de hoje, os talibãs desqualificaram a Conferência de Londres e acusaram os "americanos e outros invasores de lançar uma campanha de propaganda". EFE nh-daa/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG