Talebãs atacam prisão afegã e libertam centenas de presos

Insurgentes da milícia Talebã atacaram um centro de detenção na cidade de Kandahar, no sul do Afeganistão, nesta sexta-feira, e libertaram centenas de prisioneiros. Os guerrilheiros explodiram a entrada principal da prisão e pelo menos 40 insurgentes invadiram o local.

BBC Brasil |

O presidente do Conselho da província de Kandahar, Wali Karzai, disse ao correspondente da BBC em Cabul, Martin Patience, que dos 1000 presos que teriam sido soltos, cerca de 340 seriam militantes talibãs.

Segundo Karzai, 15 policiais morreram na explosão.

O governo declarou estado de emergência em Kandahar. Tropas militares e policiais tomaram as ruas e a ordem é que os moradores não deixem suas casas.

Protesto
Uma testemunha disse à BBC que a força da explosão foi tão grande que explodiu janelas de casas localizadas a 3 quilômetros do local.

Martin Patience afirmou que o ataque representa uma violação da segurança da cidade e deve ser uma preocupação não apenas para o governo afegão, mas para as forças de segurança no país.

Kandahar é um dos principais campos de batalha dos insurgentes talibãs contra o presidente, Hamid Karzai, e também contra as tropas americanas e da OTAN.

Em maio, os presos do Taleban fizeram uma greve de fome contra as condições de carceragem e somente terminaram o protesto depois que uma delegação parlamentar prometeu atender aos pedidos dos presos.

Cerca de 400 prisioneiros afirmavam que não tiveram acesso a julgamentos justos e alguns reclamavam que teriam sofrido tortura.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG