Comandantes do Talebã no noroeste do Paquistão anunciaram a retirada do distrito de Buner, a apenas 100 quilômetros da capital Islamabad, depois que os Estados Unidos criticaram a presença e o controle exercido pelo grupo na região. Um porta-voz do Talebã informou que um comandante deu a ordem para a retirada do distrito, que fica em uma região montanhosa do país.

O Talebã fez um acordo de paz com o governo do Paquistão há algumas semanas, que concedia ao grupo fundamentalista o direito de instaurar a sharia - lei islâmica - em determinados distritos. Em troca, o Talebã se comprometia a por um fim a confrontos com forças do governo.

O Talebã já vinha controlando a região de Swat, na Província da Fronteira Noroeste (NWFP, na sigla em inglês), ns fronteira com o Afeganistão, e vinha fortalecendo suas operações em Buner.

Uma delegação do Talebã e o clérigo que negociou o acordo de paz, Sufi Muhammad, estão a caminho de Buner para supervisionar a retirada.

Nesta sexta-feira, autoridades do governo da província confirmaram que os combatentes do Talebã começaram a deixar a região.

Pelo menos dez pelotões paramilitares, num total de 200 homens, chegaram a Buner para assumir o controle dos prédios do governo.

Críticas
A decisão do governo do Paquistão, de permitir a instituição da lei religiosa islâmica em algumas regiões gerou críticas dos Estados Unidos. A secretária de Estado, Hillary Clinton disse que o governo parecia ter "abdicado" destes distritos.

Na quinta-feira, Clinton disse a uma comissão parlamentar que "mudar mentalidades não é simples, mas creio existir uma percepção crescente de que a insurgência está chegando cada vez mais perto das cidades grandes e representa uma grande ameaça".

"Eles têm que agir", disse Clinton, ressaltando que não há mais espaço para o governo paquistanês fazer apenas promessas.

Mas o governo paquistanês afirmou que ceder ao Talebã era a única forma de encerrar os dois anos de insurgência na região.

Segundo o correspondente da BBC em Islamabad Mark Dummett, na última semana o Talebã aumentou a presença em Buner, região montanhosa de grandes belezas naturais, conhecida como "a Suíça do Paquistão".

Na quarta-feira os combatentes iniciaram uma operação com patrulhas armadas na região, para policiar o severo código de comportamento, que proíbe, entre outras coisas, homens de se barbearem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.