Tempestade trouxe ventos de até 108 km/h e intensas chuvas, que causaram aumento de rios e deslizamentos de terra

O potente tufão Talas deixou em sua passagem pelo centro-oeste do Japão pelo menos 18 mortos e 50 pessoas desaparecidas, além de grandes danos materiais e alterações no transporte, informou neste domingo a agência local "Kyodo".

Segundo a Agência Meteorológica do Japão, a tempestade trouxe para a ilha de Shikoku e outras regiões do sudoeste de Honshu ventos de até 108 km/h e intensas chuvas que causaram o aumento de rios e deslizamentos de terra.

Cidade de Kiho fica alagada após passagem do tufão Talas
Reuters
Cidade de Kiho fica alagada após passagem do tufão Talas
Só na província de Wakayama, perto de Osaka e Nara, morreram oito pessoas e 32 continuam desaparecidas, algumas das quais foram arrastadas pelas cheias dos rios ou soterradas por deslizamentos de terras.

Os deslocamentos por trem foram suspensos devido ao temporal nas regiões afetadas, algo que permitiu evitar males maiores como no caso da queda de uma ponte no povoado de Nachikatsuura que era utilizada por uma das linhas da companhia ferroviária JR West.

Este é o 12º tufão da temporada e produziu também cortes de luz e a evacuação de centenas de casas, enquanto a baixa velocidade com a qual a frente se deslocava infligiu maiores danos e ainda se alerta de possíveis deslizamentos de terra.

O governo japonês enviou uma equipe de pesquisadores para que avaliem o alcance do tufão, um dos mais prejudiciais dos últimos anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.