Taiwan quer assinar acordo comercial com a China em junho

Taipé, 5 mai (EFE).- O ministro da Economia taiuanês, Shih Yen-shiang, disse hoje diante do Parlamento que o acordo marco de cooperação econômica (AMCE) com a China será assinado em junho, enquanto a oposição recolhe assinaturas para um plebiscito contra si.

EFE |

Taipé, 5 mai (EFE).- O ministro da Economia taiuanês, Shih Yen-shiang, disse hoje diante do Parlamento que o acordo marco de cooperação econômica (AMCE) com a China será assinado em junho, enquanto a oposição recolhe assinaturas para um plebiscito contra si. O primeiro-ministro taiuanês, Wu Deem-yih, assinalou em um encontro com a imprensa que a empresa do AMCE está prevista para a primeira metade de junho, se não ocorrem imprevistos. Enquanto isso, o Governo deu sinal verde hoje à opositora União Solidariedade de Taiwan para que colete 700 mil assinaturas necessárias para convocar um plebiscito contra do acordo comercial com a China. Após um debate em 25 de abril entre o presidente Ma Ying-jeou e a máxima dirigente opositora Tsai Ing-wen, presidente do Partido Democrata Progressista (PDP), o apoio nas pesquisas ao AMCE superou 50%. O Governo ilhéu ressalta que a assinatura do acordo comercial com a China é necessária para impedir a marginalização econômica do Taiwan no mercado chinês, enquanto a oposição o considera um estratagema política chinesa para fazer à ilha mais dependente. EFE flp/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG