Taiwan proíbe seis produtos lácteos Nestlé com indícios de melamina

O ministro da Saúde de Taiwan, Yeh Ching-chuan, afirmou nesta quinta-feira a proibição da venda de seis produtos lácteos da Nestlé após a descoberta de que continham indícios de melamina.

AFP |

"Os produtos de (província china de) Heilongjiang deram positivo com níveis muito reduzidos de melamina e foram retirados das prateleiras", anunciou o ministro.

Os produtos afetados, fabricados pela Shuangcheng Nestlé Co, com sede em Heilongjiang e vendidos pelas marcas Nestlé e Klim, incluem leite infantil e laticínios para idosos, de acordo com o ministério.

No entanto, o ministério informou ao público que os pequenos níveis de melamina encontrados nos produtos não representam risco para a saúde.

A Nestlé Taiwán afirmou que não adiciona melamina a seus produtos e atribuiu os rastros encontrados aos que existem no meio ambiente.

Em Genebra, na sede do grupo suíço Nestlé, a empresa afirmou que não consegue compreender a decisão das autoridades taiwanesas.

Leia mais sobre leite adulterado

    Leia tudo sobre: china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG