Taiwan lamenta que OMS tenha rechaçado seu pedido de filiação

Taipé, 29 abr (EFE).- O ministro das Relações Exteriores de Taiwan, James Huang, lamentou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) devolvesse a carta do presidente em fim de mandato, Chen Shui-bian, pedindo a entrada nesta entidade internacional.

EFE |

"O pedido da entrada como membro observador e não como membro permanente expressava nossa sinceridade e flexibilidade", declarou Huang em entrevista coletiva.

"Por trás desta rejeição há apenas um responsável: a China", declarou o porta-voz do Governo, Shieh Jhy-wey.

A carta foi enviada no dia 17 de abril para a diretora-geral da entidade, Margaret Chan. A mensagem foi recebida pela secretaria no 23 de abril e repassada para a sede central da OMS, antes de ser devolvida, disse a porta-voz diplomática Phoebe Yeh.

A rejeição do pedido taiuanês foi interpretada em Taiwan como um último golpe da China para Chen Shui-bian, por sua postura abertamente independentista.

Taiwan está há 11 anos solicitando sem sucesso seu ingresso na OMS, como observador ou membro permanente.

A reunião anual da Assembléia Mundial da Saúde, órgão executivo da OMS, acontece em Genebra entre 19 e 24 de maio. EFE flp/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG