PINGTUNG - Militares de Taiwan iniciaram o resgate de 700 pessoas encontradas perto de aldeias soterradas por deslizamentos de terra e que já eram dadas como mortas, informou hoje o porta-voz do Exército Richard Hu.

AP
Soldado resgata criança das inundações Chiayi County, em Taiwan
Soldado resgata criança das inundações em Chiayi County, Taiwan


"Localizamos cerca de 700 pessoas vivas em três aldeias incomunicáveis e parcialmente soterradas pelo barro e inundações, e estamos fazendo o resgate com helicópteros", disse o general Hu, no Comando Militar de Pingtung.

Ainda não se sabe o número exato de pessoas que estavam nas aldeias de Siaoliny e Namashia no momento em que foram soterradas, por isso é difícil fazer mais estimativas, explicou Hu.

Pelo menos 63 pessoas morreram e 61 seguem desaparecidas devido à passagem do tufão "Morakot" por Taiwan, segundo os Bombeiros.

Depois da passagem do tufão por Filipinas, Taiwan e China, o número total de mortos já passa de 100 no Sudeste Asiático. No Japão, a tempestade tropical "Etau" deixou 13 mortos.

A agricultura, concentrada no sul, foi devastada, com a destruição de 20.432 hectares, um quarto das terras cultivadas.

A infraestrutura de comunicação no sul e na zona montanhosa central de Taiwan foi fortemente danificada, com a destruição de centenas de trechos de estradas e a derrubada de mais de 20 pontes.

Vários prédios, entre eles um hotel de seis andares, desabaram e diversos navios encalharam nas cercanias da ilha.

Leia mais sobre Tufão Marakot

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.