Taiwan encontra vivos 700 em aldeias soterradas após tufão

PINGTUNG - Militares de Taiwan iniciaram o resgate de 700 pessoas encontradas perto de aldeias soterradas por deslizamentos de terra e que já eram dadas como mortas, informou hoje o porta-voz do Exército Richard Hu.

EFE |

AP
Soldado resgata criança das inundações Chiayi County, em Taiwan
Soldado resgata criança das inundações em Chiayi County, Taiwan


"Localizamos cerca de 700 pessoas vivas em três aldeias incomunicáveis e parcialmente soterradas pelo barro e inundações, e estamos fazendo o resgate com helicópteros", disse o general Hu, no Comando Militar de Pingtung.

Ainda não se sabe o número exato de pessoas que estavam nas aldeias de Siaoliny e Namashia no momento em que foram soterradas, por isso é difícil fazer mais estimativas, explicou Hu.

Pelo menos 63 pessoas morreram e 61 seguem desaparecidas devido à passagem do tufão "Morakot" por Taiwan, segundo os Bombeiros.

Depois da passagem do tufão por Filipinas, Taiwan e China, o número total de mortos já passa de 100 no Sudeste Asiático. No Japão, a tempestade tropical "Etau" deixou 13 mortos.

A agricultura, concentrada no sul, foi devastada, com a destruição de 20.432 hectares, um quarto das terras cultivadas.

A infraestrutura de comunicação no sul e na zona montanhosa central de Taiwan foi fortemente danificada, com a destruição de centenas de trechos de estradas e a derrubada de mais de 20 pontes.

Vários prédios, entre eles um hotel de seis andares, desabaram e diversos navios encalharam nas cercanias da ilha.

Leia mais sobre Tufão Marakot

    Leia tudo sobre: resgatetaiwantufão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG