Taipé, 23 out (EFE).- O Conselho de Assuntos Chineses (CAC) de Taiwan anunciou hoje que espera a chegada à ilha do principal negociador chinês, Chen Yunlin, no dia 3 de novembro, para a segunda rodada das negociações iniciadas em junho em Pequim.

No encontro entre Chen e o taiuanês Chiang Ping-kun, presidente da Associação Intercâmbios do Estreito (FIE), se discutirá os vôos diretos de carga, o transporte marítimo direto e a segurança alimentar, declarou a presidente do CAC, Lai Shin-iuane.

O anúncio segue à precipitada saída da ilha, ontem, do vice-presidente da Associação Intercâmbios do Estreito Zhang Mingqing, que caiu no chão no meio de um tumulto de protestos independentistas, quando visitava o Templo de Confúcio em Tainan.

Chen Yunlin será o funcionário chinês de maior categoria que visita a ilha desde que Taipé e Pequim se separaram em 1949, após uma guerra civil entre comunistas e nacionalistas.

Na ilha, as opiniões sobre a visita de Chen estão muito divididas, enquanto 50,3% são partidários, 31,2% se opõem e o opositor Partido Democrata Progressista (PDP) planeja uma grande manifestação contrária no dia 25 de outubro.

Após a posse do novo presidente taiuanês, Ma Ying-jeou, os negociadores Chen e Chiang protagonizaram a reativação de contatos entre Taipé e Pequim, suspensos durante quase uma década, e assinaram acordos sobre vôos diretos e a chegada de turistas chineses à ilha. EFE flp/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.