Taiwan detém general sob acusação de espionar para China

Caso seria o mais grave em meio século; segundo analistas, general pode ter comprometido rede vital de comunicação

iG São Paulo |

AP
Foto de 25/04/2008 de Lo Hsieh-che, general de Taiwan acusado de espionar para a China
Taiwan deteve um graduado general do Exército sob acusação de fornecer segredos militares à China, indicou nesta quarta-feira o Ministério da Defesa taiwanês, que se referiu ao caso de espionagem como o "mais grave em meio século".

Segundo analistas, o general pode ter comprometido uma rede vital de comunicações militares que utiliza tecnologia dos EUA, o que tornaria Washington mais relutante em compartilhar tecnologia militar com Taiwan.

O porta-voz do ministério, Yu Sy-tue, disse que o general Ho Hsien-che, que encabeçava o escritório de comunicações e informação do comando do Exército, foi recrutado pelos chineses como espião em 2004  quando estava posicionado na Tailândia, entre 2002 e 2005. Yu rejeitou dar informações adicionais, afirmando que o Exército ainda está investigando o caso.

Ainda é cedo para avaliar os danos provocados pelas atividades do general Ho Hsien-che, mas por causa dos assuntos sensíveis com os quais lidava, "pode ser algo muito sério", segundo um funcionário do ministério.


China e Taiwan se espionam mutuamente desde 1949, ano da separação entre os dois países após o término da guerra civil. Taiwan tornou-se independente de fato neste ano, embora Pequim ainda considere a ilha rebelde como parte de seu território, não excluindo o uso da força para reintegrá-la.

Desde sua eleição, em 2008, o presidente Ma Ying-jeu defende a melhora das relações com a Pequim.

*AFP e AP

    Leia tudo sobre: taiwanchinaespionagem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG