Abandonados por clínicas especializadas em abortos ilegais, fetos foram descobertos no início da semana em mosteiro de Phai Ngern

BANGCOC - A Tailândia organizará um funeral budista para os mais de dois mil fetos encontrados durante esta semana dentro de um mosteiro de Bangcoc, informou a imprensa local neste sábado.

Os ritos, para os quais foram convidados todos os que quiserem rezar pelos fetos, serão realizados em 27 de novembro no templo de Sriboonruang, segundo o diário "Bangcoc Post".

Os fetos, abandonados por clínicas especializadas em abortos ilegais, foram descobertos no início da semana no necrotério de um mosteiro de Phai Ngern, depois de os vizinhos denunciarem o mal cheiro procedente do local.

Primeiro foram encontrados 350 fetos dentro de sacolas de plástico, depois outros 1.800 em caixas no armazém do necrotério. Polícia deteve uma mulher de 33 anos que confessou transferir para o local os fetos desde 2005.

A maioria dos grandes mosteiros da Tailândia dispõe de um necrotério no qual ficam os cadáveres até que as famílias deles dêem instruções para cremá-los.

O aborto só é legal na Tailândia quando a gravidez é fruto de um estupro, se a gestação afeta a saúde da mãe ou por má formação do feto. Apesar disso, entre 150 mil e 200 mil recorrem à intervenção em clínicas ilegais anualmente.

* Com EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.