Tailândia queimará alimentos da China e da Malásia contaminados com melamina

Bangcoc, 9 nov (EFE).- O Ministério da Saúde da Tailândia queimará dezenas de milhares de alimentos importados da China e da Malásia, após encontrar vestígios de melamina, anunciaram hoje fontes oficiais.

EFE |

As autoridades colocarão fogo amanhã, na província de Ayutthaya, em 13 mil contêineres de leite em pó e cerca de 20 mil caixas de biscoito.

Há algumas semanas, o ministério retirou das lojas diferentes produtos alimentícios procedentes da China e da Malásia, após detectar vestígios da substância tóxica.

A melamina é um componente químico industrial usado na fabricação de plástico e foi misturada ao leite para simular que o produto é rica em nutrientes, o que provocou a morte de quatro bebês e deixou 53 mil crianças doentes na China.

No ano passado, Pequim se comprometeu a reforçar as medidas de controle sanitário, depois que vários itens de suas exportações alimentícias causaram intoxicações no exterior.

A contaminação destes produtos ameaça arruinar o setor de laticínios chinês, já que os consumidores internos começaram a reduzir drasticamente o consumo de derivados do leite e muitos países de todo o mundo proibiram a importação desses alimentos. EFE grc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG