Tailândia propõe à Indonésia transferir cúpula da Asean para Jacarta

Jacarta, 3 dez (EFE).- A Tailândia propôs hoje transferir para a Indonésia a próxima cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), que aconteceria em duas semanas em Chiang Mai, mas que foi adiada para março devido à crise política tailandesa.

EFE |

O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores indonésio, Teuku Faizasyah, afirmou, em comunicado, que o Governo tailandês colocou realizar a reunião no próximo dia 15, em Jacarta, onde fica a sede da Secretaria-Geral do bloco regional.

Faizasyah acrescentou que já estão se preparando para organizar o evento, caso a proposta seja aceita.

O presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, ofereceu na segunda-feira receber alguns dos encontros da cúpula, como as reuniões de ministros de Exteriores e Finanças.

Também é possível que a ilha de Bali organize a reunião entre os titulares de Finanças e seus parceiros da Asean+3: China, Coréia do Sul e Japão.

O Governo da Tailândia confirmou ontem o adiamento da cúpula, depois que o Tribunal Constitucional dissolveu o partido do primeiro-ministro tailandês, Somchai+Wongsawat, e o desabilitou por fraude eleitoral.

Há um mês, e quando começava a se ver encurralado pelos manifestantes antigovernamentais, Wongsawat já havia decidido transferir a reunião de Bangcoc para a cidade de Chiang Mai, no norte da Tailândia, para encontrar um clima menos exaltado, segundo a versão oficial.

Os ativistas terminaram ontem à noite uma semana de ocupação dos dois aeroportos da capital, para exigir a renúncia do Governo.

A princípio, a reunião começaria em 14 de dezembro, com a reunião de altos funcionários, e terminaria em 17 com a cúpula da Ásia Oriental, da qual participam China, Coréia do Sul e Japão.

A Asean é formada por Mianmar (antiga Birmânia), Brunei, Camboja, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Cingapura, Tailândia e Vietnã.

EFE jpm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG