Tailândia e Camboja patrulharão em conjunto a fronteira

Tailândia e Camboja concordaram nesta quinta-feira em realizar patrulhas conjuntas em uma zona de fronteira reivindicada pelos dois países, um dia depois do confronto armado que colocou os dois países à beira de uma guerra.

Redação com agências internacionais |

O acordo foi assinado durante a reunião que os chefes militares das tropas da Tailândia e do Camboja na região tiveram em Kantaralak, na província tailandesa de Sisaket.

"Introduziremos patrulhas conjuntas para evitar que se repitam este tipo de incidentes", afirmou o tenente-general Wiboonsak Neeparn, comandante militar para o nordeste da Tailândia, depois de se reunir com o militar cambojano responsável pela zona de fronteira.

"Não houve muitos avanços na reunião, mas as duas partes se comprometeram a manter suas forças onde estão", acrescentou o general Neeparn.

O chefe da delegação militar do Camboja, general Srey Deok, disse que a iniciativa de realizar patrulhas conjuntas de soldados armados evitará novos conflitos.

Dois soldados cambojanos morreram e sete soldados tailandeses ficaram feridos na quarta-feira quando uma divergência de fronteira, iniciada há três meses a respeito da área do antigo templo Preah Vihear, resultou em confrontos armados.


Soldados do Camboja (ao fundo) conversam com soldados tailandeses / AP

Tensão

As tropas da Tailândia e Camboja se enfrentaram após quatro meses de tensão causada pela disputa que mantêm pela soberania de uma região situada em torno das ruínas do templo de Preah Vihear, legado arquitetônico do antigo império khmer.

Antes do encontro bilateral, a Tailândia desdobrou várias centenas de soldados de forças especiais, e o Camboja fez o mesmo em seu território.

A Tailândia defende a postura que os contingentes militares dos dois países deveriam sair da região ao mesmo tempo, mediante um plano de ação coordenada dirigido por um comitê bilateral.


Leia mais sobre Camboja - Tailândia

    Leia tudo sobre: cambojatailândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG