Supostos rebeldes separatistas entraram nesta segunda-feira em uma mesquita do sul muçulmano da Tailândia e dispararam contra os fiéis, matando ao menos dez e ferindo mais 13, anunciou a polícia.

Cinco homens armados com fuzis de assalto entraram em uma mesquita do distrito de Cho-ai-rong, na movimentada província de Narathiwat, por uma porta traseira, disse a polícia.

"Eles abriram fogo indiscriminadamente contra cerca de 50 fiéis dentro da mesquita. Dez pessoas morreram, inclusive o imã local", indicou a mesma fonte, acrescentando que 13 pessoas estavam gravemente feridas.

Desde janeiro de 2004, as três províncias do extremo sul da Tailândia são palcos de violências separatistas.

Nesta região, que faz fronteira com a Malásia, os habitantes são majoritariamente de etnia malaia e de confissão muçulmana, contrariamente ao resto da Tailândia, essencialmente budista.

str-ask/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.