Tailandês passa três anos além do previsto em prisão por erro tipográfico

Jacarta - Um cidadão tailandês condenado a 20 anos de prisão na Indonésia foi obrigado a permanecer em uma prisão de alta segurança por três anos além do previsto em sua pena devido a um erro tipográfico, informou o jornal The Jakarta Globe.

EFE |

Culpado por um delito de tráfico de drogas, Kamjai Khong Tavorn, de 53 anos, deveria ter sido libertado em 2007, mas um funcionário se equivocou ao digitar que seu ano de entrada foi 1997 em vez de 1987.

"Nos demos conta do erro e o deixamos em liberdade condicional", assegurou o responsável pela comarca, Sutrisman.

O preso foi libertado depois que apelou em viva voz ao ministro da Justiça indonésio, Patrialis Akbar, enquanto ele visitava o presídio.

Tavorn foi detido por posse de heroína e condenado em um primeiro momento à pena de morte, mas o castigo foi convertido para 20 anos de prisão.

Foi neste processo burocrático, no decreto que trocava a primeira sentença, onde houve o erro tipográfico que lhe custou mais três anos atrás das grades.

    Leia tudo sobre: indonésia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG