Suu Kyi consegue reunião com advogados para preparar argumentos de defesa

Bangcoc, 24 jul (EFE).- A líder opositora birmanesa e prêmio Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi, conseguiu finalmente se reunir com seus advogados para preparar os argumentos finais que serão expostos hoje no tribunal especial que a julga em uma prisão de Yangun.

EFE |

Os advogados da defesa receberam permissão para visitar Suu Kyi nesta quinta-feira e se reuniram com ela durante mais de duas horas para definir a estratégia a ser adotada no tribunal, informou Nyan Win, um dos magistrados que defendem Suu Kyi.

Está previsto que a líder birmanesa compareça diante do tribunal por volta das 14h locais (3h30 de Brasília). Segundo a defesa, o veredicto deve ser comunicado apenas no mês que vem.

Suu Kyi, que passou quase 14 dos últimos 20 anos detida, é acusada de violar as condições da prisão domiciliar que cumpre desde 2003, por permitir que um cidadão americano pernoitasse na casa na qual cumpria sua pena.

Caso seja considerada culpada, a líder opositora pode ser condenada a até cinco anos de prisão, o que a impediria de participar das eleições que o regime birmanês pode realizar em 2010, em pleito que foi tachado de farsa pela dissidência.

Mianmar é uma ditadura militar desde 1962 e não celebra um processo eleitoral democrático desde 1990, quando o partido liderado pela própria Suu Kyi venceu as eleições. Os resultados jamais foram aceitos pelos generais que governam o país. EFE tai/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG