Segundo a procuradoria alemã, supostos membros da Al-Qaeda pretendiam realizar um atentado semelhante ao de Madri

Os três supostos membros da rede terrorista Al-Qaeda detidos na última sexta-feira na Alemanha tinham planos concretos de realizar um atentando no país, segundo a procuradoria federal alemã.

O promotor Rainer Griesbaum disse neste sábado que os três detidos pretendiam provocar uma grande explosão em um lugar onde houvesse uma grande quantidade de pessoas, seguindo o patrão do atentado de 11 de março de 2004 em Madri.

Griesbaum explicou que tudo parece indicar que eles ainda não haviam escolhido um alvo e que o grupo estava em uma fase de testes. Um dos três detidos, segundo o promotor, pode ter recebido a missão por parte de um dirigente da Al-Qaeda. Tudo indica que o alvo dos atentados estaria na cidade de Düsseldorf ou em seus arredores.

Segundo o presidente do Departamento Federal de Investigações da Alemanha (BKA), Jörg Ziercke, o principal suspeito vivia na Alemanha desde 2010 e tinha contatos com pessoas em Áustria, Kosovo e Marrocos.

A polícia informou que junto com os detidos foi apreendida uma grande quantidade de material explosivo que, de acordo o ministro do Interior, Hans-Peter Friedrich, "representava uma ameaça concreta por parte do terrorismo internacional".

Segundo a imprensa alemã, os supostos terroristas detidos são três homens que têm entre 29 e 31 anos. Dois deles são cidadãos alemães (de origem marroquina e iraniana) e o outro é um marroquino que teria recebido treinamento em um campo da Al-Qaeda no Afeganistão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.