Suspeitos de tráfico tinham leões e tigres em mansão no México

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Supostos traficantes de drogas mantinham leões, tigres e panteras no jardim de uma mansão mexicana onde uma quadrilha colombiana foi presa no fim de semana, disse a polícia nesta segunda-feira. A polícia encontrou dois leões africanos adultos, dois tigres brancos e duas panteras negras em jaulas no quintal da casa, onde os supostos narcotraficantes estavam dando uma festa.

Reuters |

A casa também tinha uma armadura e um lago que parecia ser habitado por hipopótamos vivos, de acordo com um vídeo feito pelo jornal Reforma.

"Os animais são de espécies ameaçadas de extinção", disse um porta-voz da polícia federal do México. A polícia fez uma incursão na residência, nos arredores da Cidade do México, no sábado.

Os felinos pareciam estar em boas condições físicas.

Os 11 colombianos, liderados pelo chefão Teodoro Maurício Fino, são acusados de transportar cocaína para o México para poderosos traficantes como os irmãos Beltran Leyva, que venderiam a droga em território norte-americano. Dois mexicanos, um norte-americano e um uruguaio também foram presos.

A violência nas disputas por rotas do tráfico de drogas tem crescido no México, resultando na morte de 3.700 pessoas este ano até agora.

Seis soldados foram mortos na cidade de Monterrey no final de semana, em uma onda de violência após operações da polícia na semana passada, informou a imprensa mexicana nesta segunda-feira.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG