Suspeitos de colaborar na morte de Rafik Hariri são libertados

Beirute, 25 fev (Efe).- Três suspeitos dos sete presos sob suspeita de participação no assassinato do ex-primeiro-ministro libanês Rafik Hariri, em fevereiro de 2005, foram libertados hoje, informou a imprensa do Líbano.

EFE |

As pessoas libertadas, detidas pouco depois da morte de Hariri sob as acusações de esconder informação e enganar os investigadores do caso, são os irmãos libaneses Ahmad e Mahmoud Aabdel Aaal, e o sírio Ibrahim Jarjura.

Sua libertação ocorre dias antes da implementação, em 1º de março, em Haia, do tribunal internacional que deverá julgar as pessoas envolvidas nesse assassinato e em outros atentados contra personalidades libanesas antissírias.

Hariri morreu em um atentado com carro-bomba em Beirute, em 14 de fevereiro de 2005, no qual também perderam a vida outras 22 pessoas, entre elas o deputado e ex-ministro Bassel Fleihan. EFE ks/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG