Suspeitos de chantagear ator John Travolta são detidos

A polícia das Bahamas deteve duas pessoas para interrogatório sobre um suposto complô para extorquir dinheiro do ator americano John Travolta, depois da morte acidental de seu filho. Jett Travolta morreu aos 16 anos na casa de veraneio da família na ilha caribenha no dia 2 de janeiro.

BBC Brasil |

Um dos detidos pelas autoridades é o motorista de ambulância Tarino Lightbourne, que levou o adolescente para o hospital. Tarino havia falado publicamente sobre as tentativas de reanimar Jett. A senadora Pleasant Bridgewater também foi detida.

Nenhum dos dois foi indiciado até o momento, de acordo com a polícia das Bahamas. As autoridades não revelaram do que se tratava a extorsão.

Meios de comunicação sugeriram que o ator foi vítima de uma chantagem. Travolta teria sido informado de que fotos de seu filho morto seriam divulgadas caso ele se recusasse a pagar US$ 20 milhões.

Mas informações posteriores sugeriram que este não seria o caso, de acordo com o correspondente da BBC em Los Angeles, Rajesh Mirchandani.

O filho de Travolta aparentemente caiu no banheiro após sofrer um colapso, ferindo a cabeça. Seu corpo foi cremado nas Bahamas e as cinzas levadas para a Flórida, onde a família mora.

Jett era o único filho de John Travolta e Kelly Preston. O casal tem uma filha, Ella Blue, nascida em 2000.

Leia mais sobre John Travolta

    Leia tudo sobre: john travolta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG