WASHINGTON (Reuters) - Promotores norte-americanos acusaram formalmente nesta terça-feira o homem acusado de tentar explodir um carro bomba na Times Square, em Nova York, por cinco crimes, incluindo a tentativa de explodir uma arma de destruição em massa, e declararam que ele admitiu ter recebido um treinamento para a produção de bombas no Paquistão.

Faisal Shahzad, de 30 anos, paquistanês naturalizado norte-americano, retornou do Paquistão em fevereiro e disse às autoridades ter passado cinco meses no país visitando seus pais, segundo o processo aberto em Nova York.

" /

WASHINGTON (Reuters) - Promotores norte-americanos acusaram formalmente nesta terça-feira o homem acusado de tentar explodir um carro bomba na Times Square, em Nova York, por cinco crimes, incluindo a tentativa de explodir uma arma de destruição em massa, e declararam que ele admitiu ter recebido um treinamento para a produção de bombas no Paquistão.

Faisal Shahzad, de 30 anos, paquistanês naturalizado norte-americano, retornou do Paquistão em fevereiro e disse às autoridades ter passado cinco meses no país visitando seus pais, segundo o processo aberto em Nova York.

" /

Suspeito é acusado formalmente por tentar ataque em NY

WASHINGTON (Reuters) - Promotores norte-americanos acusaram formalmente nesta terça-feira o homem acusado de tentar explodir um carro bomba na Times Square, em Nova York, por cinco crimes, incluindo a tentativa de explodir uma arma de destruição em massa, e declararam que ele admitiu ter recebido um treinamento para a produção de bombas no Paquistão.

Faisal Shahzad, de 30 anos, paquistanês naturalizado norte-americano, retornou do Paquistão em fevereiro e disse às autoridades ter passado cinco meses no país visitando seus pais, segundo o processo aberto em Nova York.

Reuters |

WASHINGTON (Reuters) - Promotores norte-americanos acusaram formalmente nesta terça-feira o homem acusado de tentar explodir um carro bomba na Times Square, em Nova York, por cinco crimes, incluindo a tentativa de explodir uma arma de destruição em massa, e declararam que ele admitiu ter recebido um treinamento para a produção de bombas no Paquistão.

Faisal Shahzad, de 30 anos, paquistanês naturalizado norte-americano, retornou do Paquistão em fevereiro e disse às autoridades ter passado cinco meses no país visitando seus pais, segundo o processo aberto em Nova York.

Após ser detido na noite de segunda-feira no Aeroporto Internacional John F. Kennedy ao tentar deixar o país, ele admitiu às autoridades ter tentado detonar a bomba na noite de segunda-feira, apontam os documentos.

(Reportagem de Jeremy Pelofsky e James Vicini)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG