Suspeito de terrorismo é indiciado nos EUA

WASHINGTON - O afegão que mora legalmente nos Estados Unidos Najibullah Zazi foi acusado formalmente de conspiração para utilizar armas de destruição em massa, informou o Departamento de Justiça norte-americano nesta quinta-feira.

Redação com agências internacionais |

"Zazi conspirou intencionalmente com outros para utilizar uma ou mais armas de destruição em massa, principalmente bombas explosivas e outros artefatos explosivos, contra pessoas ou propriedades nos Estados Unidos", indicou um comunicado.

Na segunda-feira, a Justiça norte-americana havia ordenado que dois afegãos fossem mantidos presos por serem acusados de mentir para as autoridades sobre um plano de atentados com explosivos nos Estados Unidos, enquanto que um terceiro foi colocado em liberdade mediante pagamento de fiança.

Inicialmente, Najibullah Zazi, de 24 anos, e seu pai Mohamed Zazi, de 53, tinham sido acusados em um tribunal de Denver, no Colorado (oeste), por falso testemunho.

Os Zazi foram detidos no Colorado (oeste), enquanto que a prisão de Afzali, de 37 anos, foi efetuada posteriormente em Nova York.

Os três foram detidos durante uma investigação de um suposto plano de atentado em território norte-americano. Todos nasceram no Afeganistão e moram legalmente nos Estados Unidos.

Segundo a imprensa norte-americana, os investigadores se concentravam em possíveis atentados em Nova York. A rede de TV CNN, citando fontes ligadas à investigação, disse que o objetivo era um dos principais meios de transporte público nova-iorquino.

Najibullah Zazi, motorista de ônibus em Denver, tinha em seu poder um vídeo com imagens da Estação Central de Nova York, indicou à CNN. Já o jornal The New York Post ressaltou como outro objetivo potencial o estádio da equipe de futebol americano dos Giants.

Leia mais sobre terrorismo

    Leia tudo sobre: terrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG