Suspeito de matar jogador de handebol romeno se entrega

Budapeste, 13 fev (EFE).- Ivan Sztojka, um dos suspeitos de matar o jogador romeno de handebol Marian Cozma, que morreu após ser esfaqueado no domingo durante uma briga na cidade de Veszprém, na Hungria, se entregou à Polícia húngara.

EFE |

Sztojka, acompanhado de seu advogado, se apresentou na noite de quinta-feira em Veszprém depois de ter sido procurado pelas autoridades e de ter sido emitida contra si uma ordem de internacional de busca e captura.

O jogador foi agredido em uma boate, aonde tinha ido com amigos, e a briga continuou na rua, onde Cozma acabou recebendo uma facada no coração.

Dois dos companheiros de equipe, o croata Ivan Pesic e o sérvio Zarko Sesum, também ficaram gravemente feridos.

Na segunda-feira, a Polícia deteve na Áustria dois homens supostamente ligados ao caso e que, aparentemente, queriam fugir para a Itália.

O advogado de Sztojka, Ivor Drescher, explicou à imprensa que seu cliente esteve no local do crime, mas que não se envolveu em qualquer agressão e nem viu as pessoas que participaram da briga.

Apesar disso, ele foi detido pela Polícia e levado a interrogatório, informaram as autoridades.

Marian Cozma foi enterrado hoje em Bucareste. EFE mn/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG