Saad Husseini, um dos principais suspeitos dos atentados de 11 de março de 2004 em Madri, foi condenado nesta quinta-feira por um tribunal marroquino a 15 anos de prisão por ações terrotistas em Casablanca em 2003, anunciaram fontes judiciais marroquinas.

Outros 17 réus que também compareciam no tribunal antiterrorista de Salé, perto de Rabat, pelo mesmo motivo, foram condenados a penas de três a 15 anos de prisão.

Saad Husseini, 38 anos, era acusado de ter fabricado as bombas utilizadas nos atentados de Casablança (45 mortos, entre eles 12 camicases) e de Madri (181 mortos).

A procuradoria pedia 20 anos de prisão para Husseini.

O marroquino foi detido em Casablanca em março de 2007.

mc/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.