AMSTERDÃ (Reuters) - O nigeriano acusado de tentar explodir um avião durante a rota Amsterdã-Detroit no dia do Natal agiu sozinho e provavelmente contrabandeou os explosivos da Nigéria, disse nesta terça-feira a promotoria pública da Holanda. O gabinete da promotoria afirmou que Umar Farouk Abdulmutallab agiu sozinho e não teve nenhum cúmplice no Aeroporto Schiphol de Amsterdã, como disseram outros passageiros do avião.

(Reportagem de Ben Berkowitz)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.