NOVA YORK (Reuters) - O paquistanês-americano detido sob suspeita de tentar detonar um carro-bomba na Times Square disse a investigadores que ele agiu sozinho e negou qualquer ligação com grupos radicais no Paquistão, país onde nasceu, disse nesta terça-feira uma autoridade ligada à investigação.

(Reportagem de Daniel Trotta)

NOVA YORK (Reuters) - O paquistanês-americano detido sob suspeita de tentar detonar um carro-bomba na Times Square disse a investigadores que ele agiu sozinho e negou qualquer ligação com grupos radicais no Paquistão, país onde nasceu, disse nesta terça-feira uma autoridade ligada à investigação.

(Reportagem de Daniel Trotta)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.