Suspeita de varíola em Uganda provavelmente é catapora

LONDRES (Reuters) - Supostos casos de varíola no leste de Uganda, apesar de a doença já ser considerada erradicada, parecem na verdade ser catapora, sem ligação com a forma aguda e altamente contagiosa da doença, disse a Organização Mundial da Saúde na quinta-feira. Parece que os supostos casos de varíola são na verdade casos de catapora, e que eles ocorreram ao longo das últimas três semanas - não se trata de um evento agudo, disse Gregory Hartl, porta-voz da OMS, em nota. A OMS comunicou esta nova informação aos seus Estados membros.

Reuters |

Horas antes, a OMS disse que estava investigando as suspeitas de varíola no leste de Uganda. A varíola às vezes se confunde com a catapora, doença disseminada mundialmente entre crianças, mas que raramente é perigosa. Já a varíola mata cerca de 30 por cento das suas vítimas e foi uma das doenças mais temidas do mundo até que fosse considerada mundialmente erradicada, em 1979.

A catapora (ou varicela), por outro lado, produz lesões mais superficiais, concentradas mais no tronco do que no rosto e nas mãos.

(Reportagem de Kate Kelland)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG