Suspeita de fraude leva à recontagem de votos no Afeganistão

CABUL - A Comissão de Queixas Eleitorais (ECC) do Afeganistão determinou ao órgão responsável pela apuração que reconte os votos em cerca de 10% dos colégios, informou nesta terça-feira uma fonte oficial, trabalho que deve começar ainda nesta terça-feira.

EFE |

Em números absolutos, devem ser recontados os votos de 2,5 mil pontos de votação de um total de 26 mil locais, segundo detalhou Zekria Barezkai, porta-voz da Comissão Eleitoral (IEC).

Uma enxurrada de denúncias de fraudes semeou a incerteza sobre o resultado das eleições presidenciais afegãs, realizadas em 20 de agosto, apesar do candidato a reeleição o atual presidente, Hamid Karzai, ter vantagem sobre os rivais.

Os dados mais recentes divulgados pela IEC, com um total de 92,8% dos colégios contabilizados, dão a Karzai 54,27% dos votos, percentual suficiente para mantê-lo no governo sem a necessidade de um segundo turno.

Além da recontagem anunciada nesta terça-feira, a Comissão de Queixas havia exigido, na semana passada, a conferência nos locais de votação com mais de 600 cédulas emitidas - quantia considerada elevada -, além daqueles postos onde um mesmo candidato concentrou percentual superior a 95% dos votos.

Leia mais sobre Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG