Surto de sarampo que afeta os EUA se originou do exterior

Washington, 9 jul (EFE) - O surto de sarampo, que infectou 127 pessoas em 15 estados americanos, tem origem no exterior, informaram hoje as autoridades de saúde. Elas acrescentaram que se trata do pior surto da doença que, em 1996, afetou 508 pessoas e outras 138 em 1997. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), a doença virótica foi contraída por pacientes não vacinados e infectados por pessoas que chegaram doentes do exterior. Essas pessoas contraíram sarampo na Suíça, Israel, Bélgica, Itália, Índia, Alemanha, China, Paquistão, Rússia e Filipinas, disse o CDC. A transmissão do vírus do sarampo foi declarada oficialmente erradicada em 2000, após um intenso programa de vacinação iniciado em 1963. Até que haja um melhor controle global, os casos continuarão chegando aos EUA e os surtos persistirão enquanto houver comunidades de gente não vacinada, disse Larry Pickering, porta-voz do CDC. A doença causa febre, tosse, irritação dos olhos e manchas no corpo. Pode ser fatal quando ocorrem complicações como encefalite e pneumonia.

EFE |

Segundo o CDC, a doença se mantém como uma das maiores causas de morte em crianças de países pobres. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG