Supremo anula sentença sobre pior vazamento de petróleo na Coreia do Sul

Seul, 23 abr (EFE).- A Corte Suprema da Coreia do Sul anulou hoje a sentença que condenou os responsáveis do pior vazamento de petróleo na história deste país, por considerá-los inocentes de algumas acusações, informou a agência local Yonhap.

EFE |

Em dezembro de 2007, um petroleiro de Hong Kong e um cargueiro sul-coreano da Samsung Heavy Industries colidiram no litoral ocidental da península coreana, com o derramamento de 12 mil toneladas de petróleo no mar.

Um tribunal local tinha condenado a dois anos e seis meses de prisão o capitão do cargueiro da Samsung Heavy Industries, além de uma multa de 2 milhões de wons (US$ 1.500).

O capitão do petroleiro de Hong Kong foi condenado por seu à um ano e meio de prisão com uma multa de 20 milhões de wons (15.000 dólares).

Os dois foram condenados por ter violado a lei contra a poluição no mar, ao provocar a colisão e o vazamento de petróleo, e por ter destruído os dois navios.

Agora, a Corte Suprema ordenou ao tribunal local que os condenou a redação de uma nova sentença, porque considera os acusados inocentes da destruição de navios.

No entanto, o alto tribunal manteve a multa de 30 milhões de wons (US$ 22.250) tanto para o petroleiro quanto para o cargueiro. EFE ce/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG