Supremo americano rejeita último recurso de condenado à morte

Washington, 6 mai (EFE) - A Corte Suprema dos Estados Unidos rejeitou hoje uma apelação de um homem que será executado esta noite após ser retomada a aplicação da pena de morte no país, após uma moratória virtual de sete meses, informaram fontes judiciais.

EFE |

A decisão do Supremo era o último recurso de William Earl Lynd para se livrar da execução prevista para as 20h59 (em Brasília) de hoje no estado da Geórgia.

Lynd foi condenado à morte pelo seqüestro e assassinato de sua namorada, a quem matou com três tiros na cabeça há quase 20 anos.

EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG