Suprema Corte dos EUA se nega a julgar recurso contra eleição de Obama

A Suprema Corte dos Estados Unidos se negou nesta segunda-feira a julgar um caso de impugnação da eleição de Barack Obama à presidência, apresentado por um cidadão que aponta o fato de Obama não ser cidadão (americano) de nascença.

AFP |

A Corte não explicou sua recusa.

A demanda, apresentada por um eleitor de Nova Jersey (leste), Leo Donofrio, afirma que Obama, de pai queniano e mãe americana, não é "cidadão natural de nascença".

O recurso também inclui o rival de Obama nas eleições presidenciais, John McCain, que nasceu em 1936 em uma base naval americana na Zona do Canal do Panamá, então controlada pelos Estados Unidos.

No início de novembro, os juízes já haviam rejeitado um pedido de processo de teor semelhante, que alegava que Barack Obama teria nascido no Quênia, apesar de seu nascimento ter sido registrado no Havaí, onde veio ao mundo no dia 4 de agosto de 1961.

vmt/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG