Suprema Corte dos EUA diz que execução por injeção letal é constitucional

A Suprema Corte dos Estados Unidos estimou nesta quarta-feira que o método de injeção letal é constitucional, uma decisão que deve relançar as execuções na maior parte do país.

AFP |

Por sete votos contra dois, a maior instância judicial do país determinou que o risco de sofrimento vinculado a este método, utilizado em quase todas as execuções nos Estados Unidos, não faz parte dos "castigos cruéis e inabituais.

A injeção letal consiste em administrar três produtos: o primeiro faz o condenado dormir, o segundo paralisa seus músculos e o terceiro pára seu coração.

Se tudo acontecer com normalidade, a pessoa perde rapidamente o conhecimento e morre em poucos minutos. Mas se o primeiro produto for mal administrado, as duas injeções seguintes são extremamente dolorosas, como manifestaram estudos científicos e uma série de execuções fracassadas.

O anúncio da Corte, em 25 de setembro passado, de que examinaria o recurso apresentado por dois condenados do Kentucky gerou uma moratória nas execuções.

fc/aic/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG