A Suprema Corte dos Estados Unidos ordenou nesta segunda-feira que Troy Davis, condenado à morte em um caso que teve grande repercussão no país, tenha uma nova audiência, no intuito de determinar se novas provas apresentadas podem modificar o veredicto.

Um tribunal federal "deverá receber testemunhas e determinar se as provas que não estavam disponíveis no momento do julgamento estabelecem claramente a sua inocência" de Troy Davis, o indicou a Corte na sua decisão.

Davis, de 40 anos, foi condenado à morte pelo assassinato de Mark Allen Macphail, um policial, em 1989, em Savannah (Geórgia, sudeste). Nos 18 anos que permanece no corredor da morte, tem afirmado que é inocente.

Em 1981, nove testemunhas apresentaram declarações contra ele, sendo que sete afirmaram posteriormente terem sido pressionadas pela polícia. A arma do crime nunca foi encontrada.

lum/fb/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.