Supostos militantes talebans sequestram cerca de 400 estudantes no Paquistão

PESHAWAR, Paquistão - Supostos militantes do Taleban sequestraram cerca de 400 pessoas no noroeste do Paquistão nesta segunda-feira. A maioria dos reféns são estudantes de um colégio militar, além de professores e parentes, sequestrados enquanto viajavam em um microônibus, informou a polícia.

Redação com Reuters |

AFP
Paquistaneses que escaparam de sequestro são transportados pela polícia

Jovens que escaparam de sequestro são transportados pela polícia

Portando granadas, os supostos combatentes do Taleban capturaram o comboio de estudantes que voltavam para casa, de férias, da região patane do Waziristão do Norte, na fronteira com o Afeganistão. Eles iam para a cidade de Bannu, 240 quilômetros a sudoeste de Islamabad.

"O motorista de um dos veículos conseguiu escapar e estudantes nos informaram que seus colegas foram sequestrados pelo Taleban", disse Razaq Khan, autoridade policial do vilarejo de Bakka Kheil, na Província da Fronteira Noroeste.

"Os estudantes relataram que um Taleban carregando uma granada de mão entrou em cada um dos ônibus e os levou. Não sabemos para onde eles foram", afirmou ele.

O chefe da polícia de Bannu, Iqbal Marwat, afirmou que até 400 pessoas em 28 veículos foram sequestradas, enquanto 77 fugiram.

O sequestro ocorre no momento em que o Exército paquistanês intensifica uma ofensiva contra o Taleban no vale do Swat, também no noroeste do país.

A violência militante tem crescido desde meados de 2007 no Paquistão, país que tem bombas atômicas, com ataques a forças de segurança e a alvos governamentais e ocidentais.

A violência tem alarmado os Estados Unidos, que precisa do apoio paquistanês para ajudá-los a derrotar a Al Qaeda e sufocar a insurgência do Taleban no vizinho Afeganistão.

Leia mais sobre Paquistão

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG