Supostos membros do Sendero Luminoso sequestram trabalhadores no Peru

Ao menos 10 funcionários de uma empresa do setor de gás foram pegos por supostos guerrilheiros de madrugada

iG São Paulo |

Guerrilheiros suspeitos de serem do grupo Sendero Luminoso sequestraram nesta segunda-feira ao menos 10 funcionários de uma empresa do setor de gás no sul do Peru, na província de La Convención, em Cusco.

Segundo o site do jornal peruano El Comercio, os supostos senderistas, entraram por volta das 4h da manhça no povoado de Kepashiato, no distrito de Echarate, e tomaram como reféns funcionários da empresa Techint, do Consórcio Camisea de exploração e transporte de gás natural na região.

Diplomacia: Presidente eleito do Peru reúne-se com Dilma em início de giro regional

De acordo com a polícia, os supostos guerrilheiros obrigaram ainda moradores do povoado a se reunir na praça por cerca de uma hora para que ouvissem doutrinas e discursos contrários ao governo e à exploração de gás de Camisea.

Este é o segundo grande sequestro na região desde que rebeldes detiveram cerca de 70 trabalhadores da empresa argentina Techint, em 2003.

Nesta área operam remanescentes da guerrilha Sendero Luminoso, aliados a narcotraficantes.

*Com Reuters

    Leia tudo sobre: perusendero luminosocamiseagáscuscosequestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG