Paris, 6 mar (EFE).- O povoado de Millau, no sul da França, está comovido pela notícia do sequestro de Dylan, uma criança de 7 anos que foi supostamente confinado em um pequeno quarto e maltratado por seus próprios pais por causa de sua personalidade difícil.

A Polícia, que deteve ontem os pais do menor, tenta esclarecer agora se é fato que Dylan vivia recluso em condições desumanas em um esconderijo na casa de seus pais, rodeado por um forte cheiro de urina em um quarto de paredes descascadas, com um simples estrado de metal sobre o qual colocava um colchão e um bicho de pelúcia, seu único brinquedo.

"Parecia mais uma cela de prisão", explicou à imprensa o procurador da República, Patrick Desjardins, em referência ao quarto, no qual não entrava a luz do sol.

A criança disse a seus libertadores que se sentia "aliviado", acrescentou Desjardins. EFE jaf/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.