Suposto terrorista nos EUA não tinha bomba nos sapatos

WASHINGTON - Agentes federais dos EUA não encontraram qualquer explosivo no suposto sapato bomba de um diplomata do Catar detido nesta quarta-feira durante um voo da companhia aérea United Airlines (UA) com 157 passageiros e seis tripulantes, informou a rede de televisão ABC.

EFE |

O detido, Mohammed al Modadi, é diplomata vinculado à embaixada do Catar em Washington. Ele foi detido por agentes que estavam no avião quando aparentemente tentava acender uma bomba em seu sapato durante um voo da UA entre Washington e Denver.

Fontes do FBI (polícia federal americana) citadas pela "ABC" indicaram que o homem tem imunidade diplomata e é o terceiro secretário e vice-cônsul da representação do Catar nos EUA A detenção aconteceu depois que o aparelho decolou do aeroporto internacional de Dulles, no estado da Virgínia, vizinho à capital americana.

Fontes oficiais de segurança indicaram que o incidente foi causado por um mal-entendido quando, depois que aeromoças do avião viram sair fumaça de um banheiro da aeronave, o detido disse, em tom sarcástico, aos agentes federais presentes no avião: "estou amarrando meus sapatos".

A rede de televisão indicou que o aparelho, que realizava o voo 663 da United Arlines, aterrissou sem problemas na cidade de Denver.

    Leia tudo sobre: aviãoestados unidosterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG