Suposto líder do Partido dos Trabalhadores do Curdistão é preso na Alemanha

Berlim 21 jul (EFE).- O suposto líder do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), um curdo de 47 anos com passaporte turco e cuja identidade não foi revelada, foi detido por ordem da Procuradoria Geral como principal responsável por esta organização proibida na Alemanha.

EFE |

O suspeito foi detido na última segunda, na localidade de Datmold (oeste do país), informaram hoje fontes da promotoria, com sede em Karlsruhe.

A ordem de prisão foi imposta na semana passada e enquanto isto foi aberto o caso como suposto responsável da organização de meados do ano passado até junho deste ano.

Ontem mesmo chegaram à Alemanha os três montanhistas alemães que foram seqüestrados pelo PKK na semana passada e libertados no domingo.

Os três alpinistas, de 33, 48 e 65 anos, foram capturados quando praticavam montanhismo nas proximidades do monte Ararat. EFE gc/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG