Perpiñán, FRANÇA - As forças de segurança francesas, em colaboração com as espanholas, detiveram neste sábado, no sudoeste da França, Jurdan Martitegi, suposto chefe do aparelho militar da organização armada basca separatista ETA.

Martitegi, provável sucessor de Aitzol Iriondo - preso em dezembro passado - como chefe militar do ETA foi preso nos arredores de Perpiñán com outros dois supostos membros etarras.

O ministério francês do Interior confirmou a prisão de três supostos membros do ETA, mas não confirmou se um deles seria Martitegi.

Nos últimos meses foram detidos na França inúmeros chefes e membros do ETA, considerado responsável por 825 mortos em mais de 40 anos de violência pela independência do País Basco (norte).

Leia mais sobre: ETA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.