Bagdá, 27 dez (EFE).- Um suposto líder da Al Qaeda, a quem as autoridades atribuem a decapitação de cerca de 100 pessoas, foi detido hoje junto com outros oito reclusos que fugiram na sexta-feira de uma prisão de Ramadi, no oeste do Iraque, informaram fontes policiais.

Além do suposto dirigente terrorista, identificado como Imad Amiya, há outros dois supostos "emires" da Al Qaeda entre os detidos.

Os réus fugiram ontem da prisão de Fursan, no sul de Ramadi, cerca de 100 quilômetros ao oeste de Bagdá.

Durante a fuga, seis policiais morreram e outros dez ficaram feridos, enquanto três presos também faleceram.

Segundo as fontes, as forças de segurança localizaram os detentos foragidos em uma casa na zona de Humaira, próxima à prisão, por isso isolaram o edifício e detiveram os fugitivos. EFE ah/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.