Suposto homem-bomba fere 32 pessoas em Istambul

Explosão foi na praça Taskim, um dos principais pontos turísticos da capital turca. Entre os feridos havia 15 policiais

iG São Paulo |

Um ataque suicida no centro de Istambul, na Turquia, deixou mais de 30 feridos, incluindo 15 policiais.
A polícia turca informou que o suicida tentou embarcar em um ônibus da polícia na praça Taksim. Além dos policiais, outros 17 civis também ficaram feridos na explosão. Outros quatro dispositivos explosivos foram encontrados pela polícia nas proximidades da praça, que é um dos pontos turísticos mais famosos de Istambul, e esquadrões foram chamados para desarmar as bombas.

A explosão ocorreu no início da manhã, próxima ao monumento em homenagem à independência da Turquia, que está sempre lotado. Geralmente, esquadrões da tropa de choque da polícia ficam posicionados nesta parte da praça, que frequentemente é usada para manifestações. 

"Foi um atentado suicida e o homem-bomba explodiu. Parece ser um corpo masculino", disse o policial. Dois dos feridos estão em estado grave, disse Capkin.

AFP
Policiais cercam a praça Taksin, onde um suposto homem-bomba feriu mais de 20 pessoas

A praça Taksim fica do lado europeu de Istambul e é um dos pontos turísticos mais famosos da cidade. Istambul é o centro financeiro e empresarial da Turquia, um país de maioria muçulmana, com 75 milhões de habitantes, e que está esperando para se tornar membro da União Europeia.

Imagens de televisão mostraram forças de segurança dirigindo os serviços de emergência para a cena da explosão. Uma unidade antibombas também foi para a cena do crime, no caso de um segundo dispositivo explosivo ser acionado, segundo a mídia turca. A praça Taksim foi fechada.

A cidade tem sido alvo do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que estendeu um cessar-fogo unilateral no mês passado. O grupo separatista curdo já realizou ataques com bombas contra Istambul, assim como grupos de extrema-direita e organizações islâmicas. Militantes da Al Qaeda estavam por trás de ataques a bomba em Istambul, em 2003, que matou 57 pessoas e deixou centenas de feridos.

A praça é um grande atrativo turístico e centro de transportes, rodeado por restaurantes, lojas e hotéis, e no coração da Istambul moderna. Abriga o Monumento da República, que foi construído em 1928 para comemorar a criação da República Turca.

* Com informações da BBC Brasil e da Reuters

    Leia tudo sobre: Turquiaatentadoexplosão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG