Suposto dirigente da ETA e outros membros do grupo são acusados em Paris

Paris, 24 mai (EFE).- O suposto dirigente da ETA Javier López Peña e outros três supostos membros do aparelho político do grupo terrorista, detidos na terça-feira passada em Bordeaux (sudoeste da França), foram acusados hoje por diversos crimes por juízes antiterroristas em Paris, informaram à Agência Efe fontes judiciais.

EFE |

Sobre López Peña, "Thierry", de quase 50 anos, o ministro espanhol do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba, disse após sua detenção que, com toda probabilidade, era a pessoa com "mais peso político e militar" na ETA.

Também foram acusados Ainhoa Ozaeta (33 anos), Igor Suberbiola (29) e Jon Salaberría (38), detidos junto a López Peña em um pequeno apartamento de Bordeaux na terça-feira passada pela noite.

Os quatro foram acusados por associação de malfeitores com intenção de preparar atos de terrorismo e por extorsões em crime organizado. EFE al/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG