Suposta execução extrajudicial de um equatoriano é investigada na Colômbia

Bogotá, 20 jun (EFE).- A Promotoria da cidade colombiana de Pasto (sudoeste) investiga as denúncias da suposta execução extrajudicial de um cidadão equatoriano por parte de militares colombianos que o fizeram passar por um guerrilheiro morto em combate, informaram hoje seus familiares à imprensa local.

EFE |

A agência de notícias local Colprensa assinalou que o equatoriano José Antonio Otavalo de 21 anos, morreu em 12 de abril de 2008 e foi reportado pelo Exército como morto em combates com guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Seu irmão Gregorio interpôs a denúncia perante a Promotoria de Pasto para tentar esclarecer o fato, e processará o Governo colombiano perante a Comissão Interamericana de Direitos Humanos pela suposta execução.

Gregorio assegurou que está há um ano buscando que a justiça colombiana o escute e lhe dê uma resposta clara do que aconteceu a seu irmão.

Por sua parte, o chefe militar encarregado da região, coronel Carlos Camacho, assegurou que por enquanto não recebeu nenhum requerimento da Promotoria para dar sua versão dos fatos.

"Somos os primeiros interessados em que todas as dúvidas sejam esclarecidas, estamos dispostos, se for necessário, a apresentar todos os elementos e documentos que forem necessários para tal fim", acrescentou. EFE fer/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG